Comovente! Policial salva garoto de 4 anos e 19 anos depois eles se reencontram sob a mesma farda

Notícias

Essa história é daquelas que parecem ter saído de um livro e que nos fazem pensar que a vida é realmente algo impressionante. Durante uma Operação de Verão em Itanhaém, uma policial descobriu que seu colega, com quem estava dividindo o trabalho na operação, era um garoto que ela havia salvo há 19 anos, quando ele era apenas uma criancinha.

Mas vamos contar essa história do começo... Era 1999, quando Vanusa Pereira, policial militar, respondeu a uma emergência de um garoto de 4 anos de idade que estava ferido com um corte profundo na face.

Vanusa relembra: "Encontramos a criança com um lençol na cabeça e percebemos que se tratava de um corte bem profundo, com uma grande hemorragia, por isso não podíamos esperar o resgate. Então, o colocamos na viatura e o levamos até o Pronto Socorro".

A criança, de 4 anos na época, era Lúcio Fernandes Lima Kruger, que estava brincando quando um armário caiu sobre sua cabeça, deixando-o com um corte profundo na região entre o nariz e a boca. "Os médicos disseram que, se não fosse por esse apoio imediato que recebi, eu teria morrido de hemorragia. Essa situação acabou definindo o que eu sou até hoje. Se não fosse pela Vanusa, eu não estaria vivo e também não teria me tornado policial", destaca Lúcio, atualmente com 22 anos.

O rapaz conta que cresceu esperando poder retribuir o que havia recebido aos 4 anos de idade e, aos oito anos, decidiu que queria se tornar policial. O sonho se cumpriu e Lúcio se tornou Policial Militar aos 19 anos, mas provavelmente nunca imaginou que um dia dividiria a função com a sua salvadora.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Policial ajuda em parto de menina e é convidado para tomar um chá da tarde com ela um ano depois

Sem saber que se conheciam, Vanusa e Lúcio estavam trabalhando durante uma Operação de Verão em Itanhaém e, durante uma folga, decidiram ir até o mercado pegar um lanche. Foi durante a conversa que eles descobriram que suas vidas já haviam se cruzado no passado.

Ao saber mais sobre a vida do rapaz, Vanusa logo perguntou se ele havia adquirido aquela cicatriz por conta de um armário que havia caído em cima dele quando era mais novo. "Ele tomou um susto e ficou se perguntando como eu sabia disso. Aí eu contei que eu havia socorrido ele. Foi de arrepiar", contou Vanusa.

A partir desse momento foi só emoção e Lúcio ainda deu uma declaração de arrepiar: "Não esperava reencontrá-la. O que me marcou para sempre não foi a cicatriz, mas tudo o que a Vanusa fez por mim. Ela é minha heroína".

Emocionante, não é mesmo? A atitude de Vanusa diante da emergência marcou tanto a vida de um garoto que foi capaz de influenciar na sua profissão!

Fonte: G1

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Policiais militares oferecem viatura para transportar um coração que seria transplantado e salvam uma vida

Recomendamos