20 anos depois de superar todas as expectativas, é assim que estão hoje os famosos sétuplos McCaughney

Família & Crianças

No dia 19 de novembro de 1997, uma notícia nada comum pegou de surpresa o mundo todo: uma mulher de Des Moines, Iowa, Estados Unidos, deu à luz ao primeiro conjunto de sétuplos (vivos) em um só parto.

A mãe dos atuais jovens adultos, Bobbi McCaughney, nasceu com um mau funcionamento da glândula pituitária e não produzia hormônios suficientes para estimular a ovulação. Então, ela se submeteu a um tratamento de fertilidade que, para seu espanto, funcionou muito bem e ficou grávida de sete bebês.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ: Menina bate recorde após salvar oito vidas com a doação de seus órgãos

O casal McCaughney recebeu uma infinidade de doações para ajudar no sustento dos novos integrantes da família, além de voluntários que se ofereceram para ajudar em casa. Eles até conseguiram uma casa com sete dormitórios, uma van, um ano de macarrão com queijo e dois anos de fralda grátis.

Kenny, Kelsey, Natalie, Brandon, Alexis, Nathan e Joel são os nomes dos bebês-milagres, que hoje já são jovens de 20 anos com um futuro bastante promissor.

Os sétuplos se formaram no colégio Carlisle, em Iowa, e já têm planos para continuar com suas carreiras profissionais: Natalie quer ser professora, Brandon se alistou no exército em 2016, Kelsey estuda música na universidade, Kenny Jr. estuda construção no colégio comunitário, Alexis se formou como a melhor aluna da sua turma e quer ser professora, Nathan espera ter uma carreira na ciência e Joel sonha em estudar informática. Eles são uma família com muitos sonhos!

Quando os sétuplos comemoraram seu décimo oitavo aniversário em 2016, sua mãe Bobbi disse ao site TODAY: “Os anos passaram voando. Aconteceram tantas coisas. Tudo é uma última vez. A última atuação da banda. O último passeio pelo meio do mato. A última apresentação do coral. É triste ver que as coisas acabam, mas virão muitas novidades”.

Você já conhecia estes surpreendentes sétuplos?

Fonte: rolloid

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ:  Aos 7 anos, garoto mandou uma caixa de ajuda para uma família das Filipinas. 14 anos depois, ele se casou com a menina que recebeu a doação

Recomendamos