283176

Cirurgia bariátrica: quando fazer, curiosidades e famosos que já entraram na faca

Muitas pessoas acham que a cirurgia bariátrica é o método mágico para quem quer perder uns quilinhos sem esforço. Mas se engana quem pensa que esse é o método mais fácil e que qualquer um pode optar por ele. A cirurgia é um procedimento que deve ser encarado como opção apenas se outros métodos não fizerem efeito.

Primeiramente, é preciso saber o que é a cirurgia bariátrica. Também conhecida como redução de estômago, o método é usado quando a obesidade chega no seu nível crítico e as atividades físicas já não surtem efeito. Assim, a bariátrica funciona como última opção em casos críticos, quando há necessidade de intervenção clínica.

O procedimento se divide em duas abordagens: a aberta, quando há a incisão no abdômen, e a videolaporoscópica, por meio de uma câmera no abdômen para auxiliar a cirurgia por video. O segundo método tem um pós-operátorio menos complicado e com rápida recuperação. Também existem três tipos de bariátrica: restritiva (redução de estômago), disabsortivas e mistas (redução e desvio).

A indicação é para pessoas com índice de massa corporal acima de 35 com problemas de saúde, ou 40, no casos de não conseguir mais perder peso, e com 45kg acima do ideal. A faixa etária é de 16 a 60 anos. Ela não tem fins estéticos e objetiva mudar os hábitos de vida do paciente, quando o nível de obesidade já prejudica a saúde, causando doenças como hipertensão, apneia do sono e diabetes.

Precisa-se fazer uma avaliação completa para saber se o paciente está apto e não tem nenhuma contraindicação para a cirurgia, como nos casos de portadores de cirrose hepática, problemas pulmonares e no músculo cardíaco e insuficiência renal. Após a cirurgia, existem algumas outras implicações. Primeiramente, quem se submete a uma bariátrica terá acompanhamento nutricional pelo resto da vida, para ter uma dieta equilibrada, pois pode haver deficiências nutricionais.

Normalmente, são feitas reposições vitamínicas no pós-operatório. Além disso, a cirurgia traz outros benefícios, como tratamento de outras doenças relacionadas à obesidade, como diabetes, hipertensão e dores articulares. Além disso, em alguns casos é comum outra cirurgia para retirada de pele que ficará em excesso.

Africa Studio / Shutterstock.com

Outro dado importante é que as mulheres que se submetem ao procedimento devem esperar pelo menos 15 a 18 meses antes de engravidar, pois a grande perda de peso pode prejudicar o crescimento do feto.

Cirurgias bariátricas e as armadilhas emocionais do pós-operatório podem fortalecer o vilão da compulsão alimentar

Mas além cirurgia, um intenso acompanhamento psicológico do paciente é indispensável. Com um novo corpo e um novo estilo de vida, a pessoa precisará de ajuda antes e depois da bariátrica. Antes, é preciso avaliar se ela está apta a se submeter e entender o processo ou para tratar alguma doença psiquiátrica. No pós-operatório, é ideal que o psicólogo ajude o paciente a compreender que as limitações alimentares não são um impedimento à liberdade do indivíduo.

Além disso, pesquisadores descobriram que a cirurgia também gera efeitos nos relacionamentos, aumentando o número de divórcios e de casamentos. O motivo é a mudança no estilo de vida, que transforma socialmente, aumentando a autoestima e a confiança para os pacientes serem mais extrovertidos e vaidosos. Isso pode tanto ocasionar separações como iniciar novos relacionamentos. Esse é outro ponto em que é essencial o suporte psicológico.

vectorfusionart / Shutterstock.com

E se engana quem pensa que só pessoas longe dos holofotes optam pela bariátrica. Os famosos estão aderindo a onda quando o caso é de indicação médica. E as tranformações são impressionantes!


Celebridades como André Marques e Faustão se submeteram à cirurgia, e o resultado pode ser acompanhado na televisão, ao assistir os programas apresentados pelos dois. A atriz Solange Couto também passou pela faca e perdeu nada menos que 47 quilos!

Os comediantes parecem também ser adeptos do método. É o caso de Leandro Hassum, que perdeu impressionantes 62 quilos em apenas 1 ano e 4 meses. Também se encaixa aqui a queridíssima Fabiana Karla, que já perdeu mais de 30 quilos.

A opção pela cirurgia bariátrica não é algo simples. O procedimento costuma ser caro e nem todos os hospitais do SUS disponibilizam o método. Porém, quando o caso é realmente uma indicação médica, a cirurgia deve ser uma opção a ser pensada. Veja com o seu médico se esse é o seu caso e aproveite essas dicas para saber o que esperar desse procedimento que pode transformar sua vida.

Cirurgia Bariátrica, Endócrino, Boa Forma, Metropolitana FM

Naiara Azevedo finalmente abre o jogo e diz o que motivou sua perda de peso


Este artigo é meramente informativo. Não se automedique e, em todos os casos, consulte um profissional de saúde certificado antes de usar qualquer informação apresentada nesta publicação. O conselho editorial não garante nenhum resultado e não assume qualquer responsabilidade por danos que possam resultar da utilização das informações constantes no artigo.

Perfeito
Curta-nos
no Facebook para
receber nossas melhores
publicações.
Cirurgia bariátrica: quando fazer, curiosidades e famosos que já entraram na faca
x

Рады, что вам понравился этот пост!

Dale a Me Gusta en Facebook para recibir más posts increíbles

Мне уже нравится Маркетиум